Untitled Document
Montanha Vajra - Templo do Veículo Uno
São Paulo, Sexta-Feira, 18 de Agosto de 2017

Nossa Doutrina

Nossa Ordem adota a Doutrina Budista Tradicional, contida no Cânone Budista Mahayana em sua versão chinesa.
Adotamos a classificação dos ensinamentos proposta pelo Mestre Tiantai Zhiyi e, dessa maneira, consideramos o Sutra do Lótus da Correta e Maravilhosa Doutrina (Saddharmapundarikasutram) e o Sutra Mahayana do Grande Nirvana, como o ápice dos ensinamentos budistas, a grande chave que revela a medula de todo o cânone.
Rejeitamos qualquer invenção doutrinária ou as idéias influenciadas pelas chamadas "Novas Religiões" . Excluímos o "culto de personalidade" de mestres modernos, tão comum entre as instituições budistas de hoje.
Nada há em nossa doutrina que não seja embasada no cânone e em sua correta interpretação de acordo com o método proposto pela nossa tradição Tiantai, ou seja, o método "Xuanyi" 玄義 , "Método do Significado Profundo".
O Método do Significado Profundo ensina que a análise dos textos do Dharma passam pelas seguintes fases:
釋名 Shìmíng: A explanação correta dos termos. Nessa fase é importante analisar cada palavra e seu significado dentro do contexto do texto, bem como dentro do contexto da época do texto.
顯體 Xíanti: A definição da substância. Definir a substância é demonstrar os objetivos e as causas corretas de um dado ensinamento. É enxergar os objetivos e as razões pelos quais o ensino foi proferido pelo Buda ou pelos Mestres.
明宗 Ming zóng: Tornar claros os princípios. Aqui é a fase em que se contextualiza um texto em relação a todo o Dharma. É a fase de "concordância", onde encaixamos o texto aos princípios gerais e às doutrinas fundamentais do Dharma.
論用 Lùyòng: Discutir a aplicação. É o momento em que trazemos um ensinamento do passado para sua atualização e contextualização no tempo presente e no lugar onde vivemos. Sem isso, a prática do Dharma pode acabar se tornando um "culto da forma", um exotismo sem aplicação real.
判教 Pànjiào: Discriminar a doutrina. Essa é a fase final, quando podemos, com segurança, enunciar um ensino contido nos sutras e nos shastras e aplicar seu ensinamento de forma ortodoxa.
A THIRB aplica esse método constantemente para manter, ao lado de uma ortodoxia doutrinária, a correta aplicação dos ensinamentos nos dias de hoje em em nosso próprio país, ou seja, o Brasil.
A THIRB rejeita o "exotismo oriental", as influências da contra-cultura hippie e as idéias "New Age" como motivações para a busca do Budismo ou de qualquer outra religião.
O Budismo não se presta a ser um substituto para psicoterapia, uma forma de "relaxamento", uma busca por "menos stress", por benesses materiais, por "boa sorte" etc.
O Budismo é um rigoroso treinamento do corpo e da mente e exige um sério comprometimento por parte dos seus aderentes que devem estar plenamente cientes de que a superstição e as idéias anímicas ou mágicas estão em frontal oposição à Doutrina de Buda.

Tendai Hokkê Ichijô do Brasil
Ordem Tiantai Lótus Restaurada
Montanha Vajra - Templo do Veículo Uno
Arcebispo Presidente
Dharmananda Mahacarya
(André Otávio Assis Muniz)
©2013 - Direitos de imagens e contéudo deste site são de prorpiedade da THIRB -